Ensino superior

UNIB é convocada a dar explicações sobre salários atrasados e demissões ilegais

Atualizada em 27/02/2009 11:55

Após denúncia feita pelo SINPRO-SP, o Ministério Público do Trabalho convocou a Universidade Ibirapuera a dar explicações sobre os salários atrasados e as demissões ilegais feitas na semana passada. A audiência está marcada para a próxima quarta-feira, 4/3, às 12 horas, no núcleo do MPT (Rua Jaguaribe, 194, Santa Cecília).

Trabalhadores em greve não podem ser demitidos. Ao enviar telegramas aos professores comunicando a demissão, a UNIB não só comprova o descaso e a pouca seriedade com que lida com o corpo docente como desrespeita de forma acintosa a legislação trabalhista. Todas as demissões têm de ser anuladas.

Após audiência no Ministério Público do Trabalho, no próprio dia 4, às 15 horas, os professores têm assembleia no SINPRO-SP (Rua Borges Lagoa, 170) para discutir e deliberar sobre as próximas ações do movimento ou a possível solução proposta durante a audiência. Os salários ainda não foram pagos. Até agora, apenas desculpas esfarrapadas e alegações sem qualquer efeito prático por parte dos mantenedores.

A luta dos professores é legítima e digna. Por isso, os professores devem seguir firmes e manter-se unidos. A presença à assembleia no SINPRO-SP na próxima quarta-feira é fundamental.