Ensino superior

Mais uma vez UNIB descumpre acordo e não paga professores

Atualizada em 27/03/2009 09:36

Em nova atitude de desrespeito aos professores, a Universidade Ibirapuera não cumpriu o compromisso firmado recentemente no Ministério Público do Trabalho para o pagamento das verbas rescisórias dos professores demitidos.

A UNIB garantiu, perante a Justiça, que faria o depósito integral do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço devido e pagaria um terço da multa dos 40% sobre o FGTS, o que não foi feito. Por conta disso, as homologações não puderam ser feitas.

Esperava-se que com os novos proprietários da instituição houvesse mais seriedade no tratamento dos professores. Mas, infelizmente, não é o que se pôde constatar.

Se a situação continuar como está, os professores atualmente empregados poderão ser as próximas vítimas dessas irregularidades.

A expectativa é de que o MEC verifique as condições em que essa “universidade” funciona.

Os professores não vão permitir que seus direitos sejam violados e vão lutar para que seu trabalho seja respeitado.