Geral

Atenção professores do ProJovem: Fundação Paulistana vai a julgamento

Atualizada em 30/04/2009 13:50

Devido às inúmeras irregularidades cometidas pela Fundação Paulistana, entidade responsável pelo ProJovem, o SINPRO-SP ingressou com um ação coletiva na Justiça do Trabalho em defesa dos direitos normativos dos professores que trabalharam no programa em 2007 e 2008. Em audiência realizada no último dia 29, a entidade não apresentou qualquer proposta para resolver as pendências.

Por isso, o juiz determinou que a Fundação Paulista seja submetida à julgamento, cuja data será definida em julho.

O processo é longo e demorado. O Sindicato orienta os professores a ter paciência e acompanhar frequentemente o noticiário do site www.sinprosp.org.br para saber as novidades sobre o caso.