Ensino superior

UNIB tenta intimidar professores

Atualizada em 28/05/2009 16:04

Na tentativa de intimidar os professores, a Universidade Ibirapuera distribuiu documento, com promessas de pagamento dos salários, que cobra o compromisso de cada docente – mediante sua assinatura - com a condução regular das atividades acadêmicas “de forma a não prejudicar os alunos em final do semestre e tão pouco comprometer a entrada de novos alunos”.

Em outras palavras, o que o mantenedor quer é pressionar os professores para evitar o início da greve na próxima segunda-feira. A paralisação dos professores já vem sendo noticiada e foi parar até na coluna de Mônica Bergamo na edição desta quinta-feira da Folha de S. Paulo.

Para os professores ficam as questões: como acreditar nas propostas feitas pelo Sr. Reitor se até o acordo firmado na Ministério Público do Trabalho ele não cumpriu? Como acreditar nas palavras de quem tem vários processos no MPT do Paraná, estado onde o mantenedor da UNIB administra outra instituição de ensino? Os professores não vão mais aceitar desculpas esfarrapadas. Querem uma solução concreta e factível, ou seja, querem receber o que têm direito.

O SINPRO-SP orienta aos professores: não se intimidem. Se os salários não forem pagos até esta sexta-feira, estaremos em greve a partir de 1º de junho. Não é possível mais tolerar tamanho despeito com o trabalho docente.