Geral

Respeitar o calendário, sem reposição de aulas

Atualizada em 30/07/2009 15:38

A diretoria do SINPRO-SP entende que a melhor solução para os problemas criados com o adiamento das aulas é o respeito ao calendário aprovado pelas escolas no início do ano, sem necessidade de reposição. A proposta será apresentada em reunião na próxima terça-feira entre a Federação dos Professores do Estado (FEPESP) e o sindicato das escolas e deverá ser levada ao Secretário da Educação.

A situação de emergência decorrente da ameaça de proliferação da gripe H1N1 e a recomendação de adiamento do reinício das aulas feita pelo SIEEESP às escolas particulares criou uma série de efeitos cujas piores consequências podem se traduzir na desorganização generalizada do semestre letivo, com prejuízos para os estudantes e para os professores.

A posição do SINPRO-SP, que foi contrário ao adiamento do reinício das aulas por entender - com base na opinião de especialistas (leia aqui uma dessas manifestações) - que a medida é pouco significativa do ponto de vista da saúde pública, busca agora defender os interesses dos professores, que também devem preservar seus direitos. Na verdade, agindo unilateralmente como agiu, o Sindicato patronal criou para toda a comunidade escolar um problema cuja solução não pode ser de exclusiva responsabilidade de nossa categoria.