Coronavírus

Depois da reclamação do SinproSP, Laureate muda acordo sobre direitos autorais

Atualizada em 29/04/2020 11:52

Professores de diferentes instituições mantidas pelo Grupo Laureate recorreram ao SinproSP por causa do acordo de cessão de direito autoral e de imagem que a mantenedora queria ver assinado. Eles tinham motivo para reclamar, já que o documento transferia o material gravado para a empresa por tempo indeterminado, permitindo a sua exploração comercial para qualquer fim, mesmo depois da pandemia.

O SinproSP procurou a direção do Laureate para que o acordo fosse anulado e substituído por um outro documento, garantindo aos professores que o material gravado seria usado exclusivamente como alternativa à suspensão das aulas presenciais durante a pandemia.

O novo acordo limita o uso do material ao ano de 2020 e define com maior clareza a sua finalidade. Por isso, não dá liberdade de exploração comercial para além de seu objetivo inicial.

Mesmo para quem já assinou o acordo, este novo texto substitui a versão anterior, mas precisa ser assinado.

O SinproSP se coloca à disposição de todas as professoras e professores. Sendo necessários mais esclarecimentos ou orientação para casos particulares, basta escrever para laureate@sinprosp.org.br