Ensino superior

Sinpro São Paulo entra com ação na Justiça contra demissões na Uninove

Atualizada em 23/06/2020 15:31

O Sindicato dos Professores de São Paulo protocolou no Tribunal Regional do Trabalho, dia 23 de junho, dissídio coletivo solicitando a anulação, em caráter liminar, das mais demissões de 300 demissões de professores na Uninove.  Os advogados do Sindicato pedem também a mediação do Tribunal para buscar uma solução em tempo hábil.

Apesar de ter sido facilitada pela reforma trabalhista de 2017, a demissão em massa, como a que a Uninove acabou de promover, tem enorme impacto social. O fato de ela ocorrer em meio à pandemia e de a Mantenedora não ter manifestado nenhuma intenção de negociar ou amenizar o problema, agrava ainda mais a situação.

Para o SinproSP, a pandemia está sendo usada pela Uninove para acelerar o processo de reestruturação iniciada há alguns anos e baseada na redução da folha de pagamentos e maximização dos lucros.