Campanha salarial

Campanha salarial: nova rodada de negociação do ensino superior

Atualizada em 05/03/2007 18:03

Ocorreu na manhã do dia 05/03 nova rodada de negociação com o SEMESP, sindicato das mantenedoras de ensino superior.

Foram discutidas algumas propostas de alteração de cláusulas já existentes na atual convenção coletiva. São propostas de ajustes feitas pelo SINPRO-SP, e demais sindicatos que compõem a Federação dos Professores, que garantem maior segurança aos professores sem alterar a essência das garantias.

É o caso das férias e do recesso. No primeiro caso, os professores querem que a Convenção proíba a possibilidade de divisão das férias coletivas.

Quanto ao recesso, a Convenção Coletiva que vigorou até 28 de fevereiro garantia trinta dias de recesso, que poderiam ser gozados ininterruptamente ou divididos em um período de vinte dias corridos e outros dois, de cinco dias cada.

A proposta dos SINPROs mantém o recesso de 30 dias, quando gozados ininterruptamente. Em caso de divisão, os dois períodos menores seriam ampliados de cinco para oito dias cada, totalizando, assim, 36 dias.

Fonte: FEPESP

» Acesse o canal da campanha salarial 2007