SinproSP

Emenda 3: direitos trabalhistas continuam ameaçados

Atualizada em 13/04/2007 14:29

Terminou o prazo constitucional para o Congresso apreciar o veto do presidente Lula à Emenda 3, medida que, se entrasse em vigor, impediria fiscais de autuarem empresas que mantêm empregados sem registro. Mas é possível que uma manobra regimental articulada pelos grupos mais conservadores do congresso tente mesmo assim derrubar o veto à matéria.

Para evitar o que se constituiria num golpe contra as instituições (leia artigo sobre o tema) é preciso que os deputados e senadores sintam a indignação da opinião pública, principalmente daqueles setores que podem ser afetados pela “reforma trabalhista branca” planejada pelos empresários através dos seus lobbies.

Por esse motivo, é importantíssimo que os professores, alguns já vitimados pela “pejotização” do trabalho, enviem e-mails aos congressistas. Basta clicar aqui para mandar a mensagem aos deputados (neste caso, basta selecionar na opção “nome do deputado” o último item: todos) e aqui aos senadores (será necessário clicar no ícone de envelope de cada um dos nomes).

A sugestão do Sindicato é que o texto seja o seguinte:

“Excelentíssimo Sr. Parlamentar,
Em respeito aos direitos conquistados pelos brasileiros e como forma de garantir a segurança nas relações de trabalho, peço a V.Exa. a manutenção do veto do presidente Luiz Ignácio Lula da Silva à Emenda 3”.
Contamos com sua sensibilidade e com o respeito ao mandato popular que lhe foi conferido”.