Ensino superior

São Marcos demite mais de 50 e não paga professores

Atualizada em 30/07/2007 16:24

A Universidade São Marcos demitiu, de uma só vez, mais de 50 professores, alguns deles mestres e doutores com mais de 10 anos de casa. Não bastasse isso, a mantenedora se recusa a fazer as homologações e pagar as verbas rescisórias, impedindo os professores demitidos de sacar o FGTS e dar entrada ao seguro-desemprego.

O desrespeito da São Marcos com seu corpo docente não pára por aí. A instituição vem atrasando o salário dos professores, não deposita Fundo de Garantia nos últimos cinco anos, não recolhe o INSS e ainda não pagou todo o 13º de 2006. Pior: descumpriu inclusive o acordo firmado com os professores para que todas essas irregularidades fossem sanadas.

O SINPRO-SP repudia a atitude dos mantenedores da São Marcos e vai tomar todas as medidas políticas e jurídicas para que os direitos dos professores sejam respeitados.

Leia o documento dos professores demitidos da São Marcos.