Ensino superior

UNIB: total descaso com os professores

Atualizada em 06/01/2009 16:13

Em mais atitude de total descaso com os professores, a Universidade Ibirapuera não cumpriu o compromisso assumido na Delegacia Regional do Trabalho, em dezembro passado, e não pagou os salários novembro, dezembro mais o 13º. O fato mostra que os mantenedores não têm palavra, não têm respeito por ninguém e acham que estão acima do bem e do mal.

A situação é gravíssima. Os docentes estão em situação muito difícil, pois boa parte só tem a universidade como fonte de renda e até agora não sabe quando vai receber o que tem direito. É no mínimo irônico ler em seu site, em meio ao texto sobre a missão da universidade, que “um dos princípios fundamentais para a valorização humana e a consequente melhoria da qualidade de vida reside no respeito ao indivíduo”. Fica claro que isso tudo é um grande blá blá blá. Palavras vazias. Apenas discurso publicitário para atrair alunos, que acabam sendo igualmente despeitados quando se dão conta do que vem acontecendo com o corpo docente. Não seria o caso de os mantenedores se matricularem em um dos MBAs da própria UNIB para aprender algo sobre responsabilidade social?

No dia 15/1, o SINPRO-SP tem nova mesa-redonda com os representantes da UNIB, já convocada pela própria Delegacia Regional do Trabalho. Mas os professores, que não vão mais tolerar tamanho desrespeito, já começam a se articular e discutirão na assembléia - marcada para o dia 20/1, às 15h, no SINPRO-SP (Rua Borges Lagoa, 170, Vila Clementino) - a proposta de não reiniciar o ano letivo agora em 2009. Todos os professores estão convocados a participar.

ASSEMBLÉIA DOS PROFESSORES DA UNIB

DIA 20 DE JANEIRO, ÀS 15H,

NO SINPRO-SP