Ensino superior

SINPRO-SP pede comando de fiscalização do Ministério do Trabalho na UNIB

Atualizada em 15/01/2009 15:06

Em mesa-redonda realizada nesta quinta-feira, 15/1, o SINPRO-SP solicitou à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego um comando de fiscalização na Universidade Ibirapuera para que sejam feitas as devidas autuações devido ao não-pagamento dos salários e todas as demais eventuais irregularidades.

Os representantes da instituição informaram que já pagaram os salários de novembro a parte do corpo docente; segundo eles, 116 professores ainda não receberam. Para honrar os pagamentos (o restante de novembro e todo o de dezembro), disseram que buscam recursos por meio de empréstimo junto à Union National Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios Financeiros e Mercantis. Quanto ao 13º, declararam que encaminhariam aos professores uma proposta de parcelamento. Veja ata da mesa-redonda.

Mais uma vez, a UNIB vem com promessas e propostas para pagar os salários dos professores em “suaves prestações”. Os professores já não podem mais tolerar tamanho descaso e querem uma solução para o problema.

O SINPRO-SP convoca todos para a assembleia marcada para o dia 20/1, às 15 horas, na sede do Sindicato (Rua Borges Lagoa, 170, Vila Clementino). Na ocasião serão discutidas as medidas as serem tomadas em defesa dos direitos dos professores. Por isso, sua presença é muito importante.

ASSEMBLEIA DOS PROFESSORES DA UNIB

DIA 20 DE JANEIRO, ÀS 15H,

NO SINPRO-SP