Ensino superior

São Marcos não apresenta proposta e greve continua

Atualizada em 20/01/2009 12:13

Mais uma vez a São Marcos mostrou que só sabe fazer promessas. A universidade não apresentou qualquer proposta para sanar as pendências que tem. Na última reunião com a Comissão de Professores, os mantenedores haviam pedido uma semana para fazer outra proposta. Mas até agora nada. Diante disso, os professores reunidos em assembleia no último dia 19 decidiram manter a greve.

O conjunto de falsas promessas da São Marcos é farto. Pela proposta feita anteriormente – rejeitada pela assembleia -, a universidade pagaria parte da dívida no dia 16 de janeiro. Mas não pagou. Se eles tinham disponibilidade para pagar nessa data, ainda que a proposta não tenha sido aceita pelos docentes, por que não pagou?

De acordo com o calendário divulgado no site da São Marcos, o início das aulas será no próximo dia 2. Mas como começar um novo semestre letivo se o último ainda não foi concluído? Isso mostra o tamanho da irresponsabilidade dos mantenedores.

A unidade Tatuapé, que vem pagando as aulas, diz que não deve nada aos professores. Mas se esquece que não tem recolhido os encargos. E que o contrato de trabalho dos professores não é com a unidade e sim com a universidade. Afinal Tatuapé não faz parte da São Marcos?

Ficam muitas perguntas. E a certeza de que a São Marcos só sabe fazer promessas.

Em tempo: o Sindicato tomará providências junto aos responsáveis da unidade Tatuapé, que vêm ameaçando os professores grevistas para reiniciarem as aulas no dia 2. Isso caracteriza crime contra a organização do trabalho.